Homenagem a Cruzeiro Seixas

Homenagem a Cruzeiro Seixas

Na passada sexta-feira (10 de Agosto), o mestre Artur Cruzeiro Seixas, um dos máximos expoentes do surrealismo português, foi homenageado na inauguração da 20ª Bienal Internacional de Arte de Cerveira – um evento que assinala e distingue a arte mais antiga do país e da Península Ibérica.

Cruzeiro Seixas foi um dos fundadores deste movimento artístico e literário em Portugal, sendo conhecido pelos seus desenhos de traço fino. Esta corrente artística surgiu na primeira metade do século XX e é caracterizada pela expressão do pensamento de maneira espontânea e livre, estimulada pelos impulsos do subconsciente, sendo despojada de lógica e de padrões morais.

A homenagem ao artista plástico, de 97 anos e atual residente da Casa do Artista, conta com uma extensa obra plástica e poética, constituída por mais de 120 peças vindas de coleções públicas e privadas. A exposição decorre até 23 de Setembro, no Fórum Cultural de Vila Nova de Cerveira, e possui mais de 600 obras de artistas provenientes de todo o mundo.

Fotografia de Manuel Roberto, Público